Quer me mandar uma mensagem? | contato@www.educadordesucesso.com.br

Aprendizado 3D: A nova geração de produtores nas escolas americanas

//Aprendizado 3D: A nova geração de produtores nas escolas americanas

Aprendizado 3D: A nova geração de produtores nas escolas americanas

Muito se discute sobre os temas ensinados nas escolas brasileiras. Muitos pais e professores acreditam que que as crianças deveriam, desde o início, ter uma educação focada e voltada a uma futura profissão.

Nos Estados Unidos, este contato “prematuro” com certas profissões está se tornando realidade. Uma organização chamada DonorsChoose.org está apostando nas crianças que não têm tanta facilidade com aulas teóricas, mas sim com aulas práticas. A idéia principal é implantar impressoras 3D em escolas públicas para que as crianças tenham um contato mais próximo com a criação e fabricação de objetos em geral, aumentando assim o número de futuros talentos da engenharia no país.

Os denominados “Makers” (do inglês, entende-se como pessoas que fabricam, que têm facilidade para o trabalho manual, neste contexto) usam materiais do cotidiano para criarem foguetes de açúcar, cadeiras com auto-falantes integrados, e coisas do gênero.  “Há milhares de “Makers” espalhados pelo mundo, e centenas deles têm menos de 18 anos”, conclui Charles Best, integrante da DonorsChoose.org.

“Não sou um grande fã de escolas. Já tentei fazer karate, jogar futebol, baseball, tennis, mas não gosto e não sou bom em nada disso. Só me sinto bem inventando coisas…. Participar de Feiras de Invenções mudou a minha vida.”,

diz Julie Hudy, portador da Síndrome de Asperger e um dos mais jovens inventores americanos, vencedor de duas Feiras de Invenções, uma delas ganhou com seu canhão de marshmellows em 2012.

Com impressoras 3D, os professores podem imprimir desde esqueletos até objetos matemáticos de apoio para as aulas. Com isso pretende-se aumentar a interação das crianças com a criatividade, design e engenharia, bem como um conhecimento palpável sobre como funcionam e são construídas as coisas.

Num país conhecido por suas famosas faculdades e célebres gênios da física e ciência, esta ação vêm como um passo para as futuras gerações. A tecnologia continua construindo novos caminhos para a aprendizagem. Há notícias de pessoas que constroem estas impressoras 3D em casa, a um custo baixíssimo. Veja a história do africano que criou uma impressora 3D com sucata de computadores.

Você acha que no Brasil esta atitude seria válida? Acha que isso aumentaria a curiosidade e o empenho das crianças nas escolas? Deixe sua opinião nos comentários abaixo!

 

Fonte

By | 2014-01-10T18:33:56+00:00 janeiro 10th, 2014|Notícias|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment